quitandadalu

Just another WordPress.com site

Bem casado, bem nascido, bem vivido!

em julho 13, 2012

Ontem eu comi um docinho que é sucesso em qualquer festinha:  Bem casado. Não, não fui num casamento. Comprei numa vendinha mesmo e estava SENSACIONAL e absolutamente despretensioso.

Deixar o docinho restrito aos casórios é uma pena. Haja gente pra casar, não é?? Então inventaram o bem nascido, bem vivido, bem querido  (esse último acabei de inventar!). São todos o mesmo docinho, fora da festinha de casamento.

E tem bolo de bem casado, ou seja, um bem casadão, do tamanho de um bolo. Pensa numa coisa boa. Pensou? Quer fazer??? Deixa de preguiça!!! É facinho…..vamos lá:

Para o pão de ló

6 ovos bem grandes

1/2 fava de baunilha

4 colheres de sopa bem cheias de fécula de batata (110 gramas)

4 colheres de sopa bem cheias de farinha de trigo (130 gramas)

8 colheres de sopa bem cheias de açúcar (235 gramas)

1 colher de sobremesa bem cheia de fermento em pó (14 gramas)

CALDA

500 g de açúcar de confeiteiro

Água fervente para formar um “mingau ralo” (100 a 200 ml)

1/2 fava de baunilha

Para o recheio – que é uma parte muito importante

800 gramas de doce de leite pastoso bem consistente comprado ou

2 latas de leite condensado cozido (aquele doce que toda tia sabe fazer) ou

redução de 5 litros de leite integral com 500 g de açúcar (dissolve o açúcar no leite e vai cozinhando em fogo bem baixo, com cuidado pra não queimar, até chegar na consistência certa)

Modo de fazer:

Passe as gemas pela peneira, assim o cheiro de ovo reduz muito. Bata as gemas com o açúcar e a baunilha até obter um creme claro e com bolhas de ar. Bata as claras em neve em separado.

Em outro recipiente, peneire a farinha, a fécula e o fermento. Junte essa mistura aos poucos às gemas batidas bem  delicadamente, nem precisa incorporar tudo.

Na sequência adicione as claras em neve e misture delicadamente. As claras ajudam a deixar a massa aerada, então não pode bater muito. D-E-L-I-C-AD-O, senão fica solado. Não esquece!

O mais fácil para assar o bem casado é usar silpat, aquele tapetinho de silicone que colocamos nas assadeiras.

Image

Se você não tem um silpat, use papel manteiga, com o lado encerado pra cima ou o velho truque de untar com margarina. Mas unte pouco, senão eles esparramam pela forma.

Com o saco de confeitar ou auxílio de uma colher de sobremesa ou duas, “pingue” pequenas bolinhas da massa, mantendo distância umas das outras, para que possam crescer sem grudar.Leve para assar em forno pré-aquecido, 180 oC por aproximadamente 8 minutos, mas depende de cada forno. Por isso, não tem jeito, vai ter que vigiar o forno até a primeira turma ficar pronta. Pra não entendiar e nem desconcentrar, come um pouquinho do recheio enquanto “guarda caixão” dos bem casados …… he he

Depois de assados, recheie um dos lados e faça os pares. Depois de recheados, precisamos passar na calda de açúcar. Em um recipiente coloque o açúcar de confeiteiro e aos poucos a água fervente, até formar um mingau ralo. Perfume com baunilha. Se não tiver a fava, use a essência mesmo.

Do lado, prepare um espaço com uma “grelha”, para sair o excesso de calda. Passe cada docinho pela calda, e deixe secar 12 horas aproximadamente. Já tentei fazer com menos tempo e não ficou bom…..vai por mim. Compensa esperar!

Image

Depois de secos, é hora de vestir os bem casados para festa. Nas lojas especializadas, já existem opções de embalagem pronta, já cortada. Fica a seu critério. Importante mesmo é embalar primeiro com um plástico, pra evitar que grude e vire uma meleca!

Image

Depois de vestidos, você manda os bem queridos, ou seja lá qual o nome do seu docinho, pra festa. E tá pronto. E lindo e muito gostoso.

Dicas:

- Você pode usar outros recheios também: ganache de chocolate branco, preto, baba de moça. Enfim….use o que quiser.

- Se quiser congelar, faça depois de embalados no plástico inicial. Retire do congelador com alguma antecedência e termine de embalar.  Toda vez que faço aqui em casa eu nem embalo. Nunca dá tempo. A gente come antes.

E é isso ai, minha gente. O docinho é delicado, mas vê-lo pronto compensa todo o trabalho, garanto!

E como diria a linda da Clarice Lispector: “Tenha felicidade bastante para fazer sua vida doce”.

Beijos de sempre!

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

under construction

constructing under things

Caminho do Chef

Um apaixonado pela gastronomia!

Savory Simple

A Recipe Blog

Bake Love Not War

Changing the world, one cupcake at a time.

quitandadalu

Just another WordPress.com site

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: